Da amizade como exercício das virtudes

Luizir de Oliveira

Resumo


A amizade é um tema recorrente no pensamento estóico antigo. Tanto Cícero quanto Sêneca explicitam seus mecanismos e apontam seus perigos.Dedicar-se aos amigos é muito mais do que um mero contato social: trata-se de uma questão ética das mais importantes, uma vez que abre o diálogo sobre os diversos modos como os homens são capazes de agir e reagir quando não estão sozinhos. Neste sentido, este artigo propõe uma leitura da amizade como exercício da virtude a partir das Cartas a Lucílio, de Sêneca..

Palavras-chave


amizade, estoicismo romano, Sêneca, virtudes cívicas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.