A cultura política da retórica no renascimento italiano: da legitimidade do regime republicano à política das aparências

Isabela Antônia Rodrigues de Almeida

Resumo


O presente trabalho tem o objetivo de tratar sobre a retórica como cultura política predominante no Rnascimento italiano Analisaremos a Retórica na Antiguidade Clássica, em Aristóteles e Cícero que a pensaram baseada na persuasão e necessária a todos os aspectos da vida humana. Posteriormente, trataremos o Humanismo Cívico em Coluccio Salutati e Leonardo Bruni, figuras que se utilizaram da Retórica para defender o regime republicano. Por fim, abordaremos a Retórica a partir da análise de Nicolau Maquiavel, acerca da construção da imagem política, ou melhor, da política da persuasão.


Palavras-chave


Cultura política; Renascimento italiano; Retórica

Texto completo:

PDF

Referências


ADVERSE, Helton. Maquiavel: Política e Retórica. Editora UFMG, 2009.

_________. Política e Retórica no Humanismo Italiano. O Que nos Faz Pensar (PUCRJ), v. 27, p. 27-58, 2010.

_________. (Org.). Reflexões sobre Maquiavel: 500 anos de O príncipe. Edições Loyola, 2015.

AMES, José Luiz. O discurso estratégico: a função da linguagem na arte de escrever de Maquiavel. Tempo da Ciência, v. 14, nº 28, 2º semestre de 2007, p. 115-129, 2007.

AMBROSIO, Renato. Política e Retórica no Humanismo florentino entre os séculos XIV e XV: em torno do humanismo cívico. 2014. 274f. Tese (Doutorado em História Social) – Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2014.

BERSTEIN, Serge. A Cultura Política. In: RIOUX, Jean-Pierre; SIRINELLI, Jean-François. Para uma história cultural. Trad. Ana Moura. Lisboa: Estampa, 1998.

BIGNOTTO, Newton. A antropologia negativa de Maquiavel. ANALYTICA. Rio de Janeiro, v.12, nº 2, 2008, p. 77-100.

__________. Maquiavel republicano. Loyola, 1991.

__________. Origens do republicanismo moderno. Editora UFMG, 2001.

BRUNI, Leonardo. Laudatio florentine urbis. PINTO, Fabiana Magalhães. Trad. Alexandre de Carvalho. Texto inédito concedido pelo Prof. Dr. Carlo Pancera.

FREITAS, Eduardo da Silva de. Cícero e o Orador: Comentários sobre o de Oratore. Cadernos do CNLF, vol. XVIII, Nº 10 – Línguas Clássicas, Textos Clássicos, Línguas Estrangeiras e Tradução. Rio de Janeiro: CIFEFIL, 2014.

KRISTELLER, Paul Oskar. Tradição clássica e pensamento do Renascimento. Trad. Artur Morão. Edições 70, 1995.

LIMA, Marcos Aurélio de. A retórica em Aristóteles: da orientação das paixões ao aprimoramento da eupraxia. Natal: IFRN, 2011.

MACHIAVELLI, Niccolò. Discursos sobre a primeira década de Tito Lívio. Trad. MF; Martins Fontes, 2007

MACHIAVELLI, Nicollò. O Príncipe. Trad. Maria Júlia Goldwasser. Editora WMF Martins Fontes, 2010.

MÉNISSIER, Thierry. Vocabulário de Maquiavel. Trad. Claudia Berliner. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2012.

PINTO, Fabiana Magalhães. A cidade ideal de Leonardo Bruni. MORUS – Utopia e Renascimento, nº10, 2015. p. 367-388.

RENNÓ, Lúcio. Teoria da cultura política: Vícios e virtudes. BIB, Rio de Janeiro, n. 45, 1° semestre de 1998, p. 71-92.

SANTOS, Leonel Ribeiro dos. Linguagem, Retórica e Filosofia no Renascimento. Lisboa: Colibri, 2004.

SILVEIRA, Cássio Rodrigo Paula. Relendo Cícero: A formação do orador e sua inserção na política romana (SÉCULO I a.C). Anais do 1º Seminário de Pesquisa da Pós-Graduação em Historia UFG-PUC. Goiás, 2008. Disponível em: < https://goo.gl/G07smn > Acesso em 20/05/2017.

SKINNER, Quentin. As fundações do pensamento político moderno. Trad. Renato Janine Ribeiro e Laura Teixeira Motta. Companhia das Letras, 1996.

SOUZA, Flávia Roberta Benevenuto de. A Virtù do Governante: circunstâncias e ações para a conquista e manutenção do poder no pensamento de Maquiavel. 2011. 279f. Tese (Doutorado em Filosofia) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais. 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.