ANTÍGONA SEM EXPLICAÇÕES

JOSÉ GABRIEL TRINDADE Santos

Resumo


Pretendo apresentar uma leitura da Antigona, de Sófocles, livre de restrições ideológicas, a saber, éticas e psicológicas. Eu abordo o texto como uma peça feita para o palco, perguntando-me como uma platéia ateniense do século V a.C. reagiria a sua trama e personagens. Separando os heróis de Sófocles das muitas releituras a que foram submetidos desde a Renascença, concentro-me sobre a noção de herói trágico, numa tentativa de compreensão das suposições teatrais e políticas da peça, de forma a auxiliar sua mise-en-scène.

Palavras-chave


tragédia; Atenas; herói trágico; política

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.