Ética a Nicômaco: um caráter estabelecido é passível de mudança?

Jean Rodrigues Siqueira

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar uma interpretação de uma pequena passagem da Ética a Nicômaco III, 5, 1114a, 10-25, de Aristóteles. Segundo alguns comentadores, nessa passagem Aristóteles afirma a tese de que um caráter estabelecido não pode ser revertido. Defenderemos que essa interpretação é equivocada e que a argumentação pretende apenas mostrar que qualquer mudança em um caráter estabelecido exige esforços que vão além do simples desejo do indivíduo.

Palavras-chave


Ética; caráter; desejo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.