Paixão, erotismo e comunicação. Contribuições de um filósofo maldito, Georges Bataille

Ciro Marcondes Filho

Resumo


Êxtase, delírio, arrebatamento, encantamento são situações que remetem o homem ao extremo e são formas do sagrado. Fazem parte daquilo que Bataille chama de experiência interior, em que o sujeito assume uma condição de não-saber e o objeto, a de algo desconhecido. Esta vivência além das palavras é o que ele nomeia comunicação. O erotismo reúne várias formas dessa experiência: o contato dos corpos durante o ato sexual, a violência da paixão, as experiências sacrificiais. Na sexualidade, nós, seres descontínuos, buscamos, no ato, o contato com uma continuidade perdida.

Palavras-chave


comunicação, erotismo, transgressão, sagrado

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.