Plotino e a escolha de Héracles. Paixões, virtude e purificação

Mauricio Pagotto Marsola

Resumo


Partindo da exegese plotiniana do mito de Héracles, seja como atleta da virtude, seja como imagem da dupla condição humana, trata-se de investigar a relação entre paixões, virtude, purificação e prazer. Tal investigação da relação entre esses elementos da ética plotiniana torna-se uma via privilegiada de acesso para questionar uma interpretação puramente dualista da antropologia de Plotino. O processo pelo qual tais elementos se relacionam devem ser compreendidos no continuum da vida do sábio, cuja norma última de vida é o Uno inefável.

Palavras-chave


kátharsis; hedoné; dualismo; antropologia; Plotino

Texto completo:

PDF PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.