Pensando o ser, no Poema de Parmênides

José Gabriel Trindade dos Santos

Resumo


É possível afirmar que não haja algo como conhecimento falso sem com isso inferir que todo conhecimento é necessariamente infalível? Se “o que não é” não pode ser conhecido, o conhecimento tem de ser sobre “o que é”. Esta conclusão está concentrada na tese que defende que “pensar e ser são a mesma coisa” (B3, B8,34). Ao ler einai existencialmente, nossa interpretação extrai o ser do pensar, atribuindo a noein o poder de gerar a realidade (ou afirmar que o “ser pensa”). Este dilema pode ser evitado se ‘pensar’ e ‘ser’ forem reformulados de um modo que afete sua relação mútua bem como “a opinião dos mortais”.

Palavras-chave


pensar, ser, opinião humana, mundo físico

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.