Hegel e Platão, filósofos da matemática

Elisabetta Cattanei

Resumo


Um dos aspectos cruciais da filosofia da matemática de Platão é constituído pela concepção que lhe é atribuída por Aristóteles. Segundo tal concepção os objetos da matemática são realidades intermediárias entre a coisa sensível e a idéia. Para discutir e contrastar tal juízo, parte-se da observação que Hegel compila em algumas notas da Ciência da Lógica sobre o testemunho de Aristóteles sobre os intermediários – e seu valor pedagógico – que Platão atribuiu à matemática, especialmente na República.

Palavras-chave


inteligível; matemático; verdade; idéia-número

Texto completo:

PDF PDF (Italiano)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.